Lausanne, apartamentos Higienópolis - São Paulo

Condomínio

Lausanne, apartamentos Higienópolis - São Paulo

3 quartos

1 suíte

3 banheiros

1 vaga

187

3 quartos

1 suíte

3 banheiros

1 vaga

187

Sobre o empreendimento

O Edifício Lausanne é um conjunto de dois prédios idênticos com um jardim comum na frente. Este foi o primeiro projeto residencial projetado por Franz Heep, arquiteto alemão que estudou na Escola de Artes e Ofícios de Frankfurt, onde teve como um de seus professores o arquiteto Adolf Meyer (arquiteto), e depois, no ano de 1928, transferiu seus estudos para a École Spéciale d’Architecture, instituição independente de Beaux-Arts, que constava como um de seus professores o arquiteto Robert Mallet-Stevens. Além disso, Heep no ano de 1926, foi o mesmo autor do projeto do edifício Itália, sua obra mais conhecida. O arquiteto projetou o Lausanne para a Construtora Auxiliar no ano de 1958, momento em que os apartamentos começaram a ser valorizados como moradia.

Franz Heep trabalhou com o renomado arquiteto Jacques Pilon, que criou projetos direcionados à habitação coletiva da classe média, sendo o Edifício Lausanne, um dos pioneiros.

As janelas são revestidas com lâminas de ferro que quebram o sol. Foram pintadas em cores intercaladas em verde, vermelho, bege e branco. É um exemplar emblemático da arquitetura moderna brasileira. Nesta edificação, os vãos estruturais são fechados por venezianas de correr, que além de proteger, são decorativas, formando um mosaico que dá vida e movimento à fachada, fazendo a fachada mudar conforme ela se abre, possibilitando um melhor controle da luz. Tem 15 andares, 60 apartamentos, 4 por andar, 180 metros quadrados cada um, com 3 dormitórios, com quatro elevadores, dois normais e de dois de serviço. Também possui garagem subterrânea com 114 vagas.

O terreno onde o Lausanne se localiza na Avenida Higienopolis nº 101, é fruto de um desmembramento da Vila Penteado. Na fachada que divide os dois prédios encontra-se uma pintura de Clóvis Graciano, que a partir dos anos 1950 focou sua arte no muralismo. O arquiteto – que também foi responsável pelo Edifício Itália – criou vários prédios de habitação coletiva. Seus desenhos se caracterizam pela arquitetura moderna padrão, com linhas simples, quase industriais. Anteriormente, Franz Heep e Clóvis Graciano já haviam sido parceiros em outro projeto. E tal parceria se repetiu na construção do Edifício Lausanne, em que em sua originalidade, o edifício tinha como entrada uma rampa que proporcionava acesso e interligação entre a avenida e o próprio hall do prédio, cujo era espaço da arte feita por Graciano.


Tenho interesse neste imóvel

Ao enviar concordo com os termos de uso e política de privacidade, para contatar os próximos anunciantes e afirmo ter mais de 18 anos

Detalhes

  • Área
  • 187 área construída/útil
  • 187 área terreno/total

Plantas

Quadro de áreas

15 andares

PretensãoTipoAndarÁrea útilÁrea totalFinalQuartosSuítesBanheirosVagas
AluguelApartamentoTérreo187.0187.0-3131

Localização

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar sua experiência. Ao navegar nesse site, você concorda com a nossaPolítica de Cookies